Massagens e Terapias Alternativas

MEDICINA TRADICIONAL CHINESA

 

Mónica Sepúlveda

Médica de Medicina Tradicional Chinesa

Universidade de Medicina Chinesa (Pedro Choy)

 

A Medicina Tradicional Chinesa engloba várias “artes” que têm por base ajudar o paciente a recuperar a sua saúde e/ou a sua qualidade de vida, o mais rápido possível.

Sendo assim, a MTC recorre a:

1. Acupunctura

2. Fitoterapia chinesa

3. Tui Ná (massagem terapêutica e relaxante)

4. Dietoterapia

5. Auriculoterapia

6. Moxabustão

7. Ventosaterapia

8. Electoestimulação

9. Laser

10. Exercícios integrados de respiração e circulação de energia: Chi Kung, o Tai Chi Chuan.

 

1. Acupunctura

A acupunctura é uma terapia milenar chinesa que consiste na aplicação de agulhas em pontos específicos do corpo. Busca a recuperação do organismo como um todo pela indução de processos regenerativos, normalização das funções alteradas, reforço do sistema imunológico e controle da dor.

 

2. Fitoterapia chinesa

Utiliza plantas que actuarão especificamente no distúrbio energético apresentado por cada paciente.

 

3. Massagem Tui Ná

Consiste no emprego de técnicas de massagem especificas em pontos de meridianos, meridianos ou áreas do corpo para estimular a circulação de energia nos mesmos, permitindo assim corrigir os desequilíbrios energéticos e fisiológicos, e alcançar efeitos curativos.

Pode ser utilizada quer no adulto quer na criança, e dentro da MTC é a técnica preferencialmente utilizada em crianças pelo facto de difícil de executar pois nem sempre conseguem estar quietas durante o tratamento.

4. Dietoterapia

A Dietética Chinesa utiliza alimentos naturais para a prevenção e tratamento de doenças segundo a teoria básica chinesa e a classificação dos alimentos segundo a Medicina Tradicional Chinesa.

Os alimentos são caracterizados segundo o seu sabor, temperatura e tropismo no organismo.

 

5. Auriculoterapia

 A auriculoterapia não é mais do que o uso da orelha humana no tratamento de patologias do corpo humano. É um tratamento mais sintomático mas bastante eficaz. Neste caso, podem ser utilizadas agulhas, sementes, esferas magnéticas que serão colocadas na orelha do paciente e aí poderão permanecer de 3 a 5 dias.  

 

6. Moxabustão

Consiste na aplicação de calor em pontos ou áreas específicas do organismo com o objectivo de de tratar e prevenir doenças. A moxa é constituída por folhas de artemisia, que são tratadas e preparadas para aplicação externa no corpo. A artemisia tem diversas propriedades terapêuticas, conseguindo um efeito de aquecimento profundo e prolongado. Promove assim a circulação de energia e sangue desbloqueando pontos, áreas ou meridianos do corpo, eliminando também a humidade e o frio, que promovem facilmente bloqueios no organismo.

 

7. Ventosoterapia

Utiliza uma espécie de copos de vidro, plástico que são colocados directamente na pele e com os quais se promove uma espécie de sucção em várias áreas ou pontos de acunpunctura, actuando em todo o tipo de tensão muscular. Podendo também ser utilizada noutras patologias como gastrite, artrite, lombalgia, gripe/constipação, redução de celulite e na aplicação de sangrias.

 

8. Electroestimulação

A eletroacupunctura é um tratamento que usa a acupuntura como base (ramo da medicina tradicional chinesa) e que consiste na aplicação de agulhas ligadas a aparelhos de eletroestimulação certificados. Através deste método conseguimos potencializar o tratamento através de estímulos aos pontos de acupuntura.

 

9. Laser

Este método consiste na estimulação dos pontos de Acupunctura, com Baixa Intensidade e com baixo efeito Utilizamos o Laser de Baixa Intensidade para gerar o mínimo de calor na pele, porém com alta penetração nos pontos de acupuntura que podem ser sentidos pelo paciente não como dor mas como sensação.

 

A Medicina Tradicional Chinesa pode tratar todas as patologias/doenças?

Podemos dizer que Sim.  

 

A Medicina Chinesa possui conhecimentos adquiridos ao longo de milhares de anos e é utilizada em todo o mundo como uma técnica válida para qualquer tipo de patologia, sendo recomendada pela própria Organização Mundial de Saúde (OMS).

A seguir disponibilizo uma lista, de apenas alguns dos quadros clínicos, em que a Medicina Chinesa actua com sucesso:

Afasia, Amenorreia, Amigdalite, Anorexia, Ansiedade, Artrite Reumatóide, Asma, Asma Brônquica, Bronquite Asmática, Bursit,e Cataratas (sem complicações), Cefaleias, Dores de Cabeça, Conjuntivite Aguda, Obstipação, Contracturas, Controlo da dor aguda, Diarreia, Dismenorreia, Dor Ciática, Dor Dentária, Dores Menstruais, Dores Musculares, Eczema, Efeitos Secundários da Quimioterapia, Enxaquecas, Enúrese, Epicondilite (Cotovelo de Tenista), Espasmos Musculares, Faringite, Fibromialgia, Fobias, Gengivite, Hemiparésia, Herpes Zoster, Incontinência Urinária, Indução da Ovulação, Infertilidade, Insónias, Lombalgia, Metrorragia, Miopia, Neuropatia Periférica, Nevralgia Intercostal, Nevralgia do Trigémio, Nevralgias, Obstipação Crónicas, Osteo-Artrite, Pânico, Paralisia Facial, Parestesias, Periartrite Escápulo-Umeral, Prurido, Recuperação de Sequelas de Acidente Vascular Cerebral, Recuperação Pós Parto, Relaxar no Parto, Rinite, Síndrome de Meniére, Síndroma do Túnel Cárpico, Síndroma Pré-Menstrual, Sintomas de Menopausa, Sinusite, Sinusite Alérgica, Tendinite, Tiques, Toxicodependências (drogas, álcool e tabaco), Tremores, Urticária, Zumbidos, Emagrecimento, Obesidade, Stress, Depressão, Infecção Urinária, Rinite, Sinusite, Vista seca e/ou vermelha, Tonturas, Tinitos, Acufenos Dificuldade na locomoção, entorses entre outros.

 

A Medicina Tradicional Chinesa pode dar resposta a patologias que a Medicina Ocidental não consegue?

Sim.

Consegue dar respostas a determinadas doenças cujas causas ainda não são bem conhecidas cientificamente como a psoríase, fibromialgia, cansaço crónico, entre outras.

 

Quais as Vantagens da MTC?

Não tem efeitos secundários e trata o ser humano como um todo. Pretende-se tratar a causa da origem do problema e não só os seus sintomas. Há um trabalho que é feito entre o terapeuta e o paciente para que aconteça uma verdadeira mudança a todos os níveis. Se a pessoa estiver preparada para a fazer ocorrem transformações incríveis.

 

O que distingue a Medicina Chinesa da nossa Medicina Ocidental?

O que distingue a Medicina Tradicional Chinesa da Medicina Ocidental é a prevenção do surgimento de patologias. Para a MTC ter boa saúde não se resume apenas à ausência de doenças pois a medicina chinesa permite restabelecer o equilíbrio no corpo evitando que patologias/doenças se instalem no corpo. É por isso que é importante fazer algo para que o nosso corpo não se ressinta e não fique doente. Ao diagnosticarmos sinais e sintomas que usualmente não damos importância, como por exemplo a irritabilidade, transpiração excessiva, cansaço duradouro, inchaço abdominal, mau hábito, membros frios, entre muitos outros, pode-se tratar e evitar que uma patologia/doença se instale.

Quem pode recorrer à Medicina Chinesa?

Todas as pessoas de todos os sexos e de todas as idades podem recorrer a esta medicina. As técnicas serão diferentes de acordo com a idade e os objectivos a alcançar mas os resultados pretendidos serão concretizados.

 

Marque já a sua consulta no Clube de Carnaxide:

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

214 170 061
934 170 027

MEDICINA TRADICIONAL CHINESA

 

Mónica Sepúlveda

Médica de Medicina Tradicional Chinesa

Universidade de Medicina Chinesa (Pedro Choy)

 

A Medicina Tradicional Chinesa engloba várias “artes” que têm por base ajudar o paciente a recuperar a sua saúde e/ou a sua qualidade de vida, o mais rápido possível.

Sendo assim, a MTC recorre a:

1.    Acupunctura

2.    Fitoterapia chinesa

3.    Tui Ná (massagem terapêutica e relaxante)

4.    Dietoterapia

5.    Auriculoterapia

6.    Moxabustão

7.    Ventosaterapia

8.    Electoestimulação

9.    Laser

10.                       Exercícios integrados de respiração e circulação de energia: Chi Kung, o Tai Chi Chuan.

 

1. Acupunctura

A acupuntura é uma terapia milenar chinesa que consiste na aplicação de agulhas em pontos específicos do corpo. Busca a recuperação do organismo como um todo pela indução de processos regenerativos, normalização das funções alteradas, reforço do sistema imunológico e controle da dor.

 

2. Fitoterapia chinesa

Utiliza plantas que actuarão especificamente no distúrbio energético apresentado por cada paciente.

 

3. Massagem Tui Ná

Consiste no emprego de técnicas de massagem especificas em pontos de meridianos, meridianos ou áreas do corpo para estimular a circulação de energia nos mesmos, permitindo assim corrigir os desequilíbrios energéticos e fisiológicos, e alcançar efeitos curativos.
Pode ser utilizada quer no adulto quer na criança, e dentro da MTC é a técnica preferencialmente utilizada em crianças pelo facto de difícil de executar pois nem sempre conseguem estar quietas durante o tratamento.

4. Dietoterapia

A Dietética Chinesa utiliza alimentos naturais para a prevenção e tratamento de doenças segundo a teoria básica chinesa e a classificação dos alimentos segundo a Medicina Tradicional Chinesa.
Os alimentos são caracterizados segundo o seu sabor, temperatura e tropismo no organismo.

 

5. Auriculoterapia

 A auriculoterapia não é mais do que o uso da orelha humana no tratamento de patologias do corpo humano. É um tratamento mais sintomático mas bastante eficaz. Neste caso, podem ser utilizadas agulhas, sementes, esferas magnéticas que serão colocadas na orelha do paciente e aí poderão permanecer de 3 a 5 dias. 

 

6. Moxabustão

Consiste na aplicação de calor em pontos ou áreas específicas do organismo com o objectivo de de tratar e prevenir doenças. A moxa é constituída por folhas de artemisia, que são tratadas e preparadas para aplicação externa no corpo. A artemisia tem diversas propriedades terapêuticas, conseguindo um efeito de aquecimento profundo e prolongado. Promove assim a circulação de energia e sangue desbloqueando pontos, áreas ou meridianos do corpo, eliminando também a humidade e o frio, que promovem facilmente bloqueios no organismo.

 

7. Ventosoterapia

Utiliza uma espécie de copos de vidro, plástico que são colocados directamente na pele e com os quais se promove uma espécie de sucção em várias áreas ou pontos de acunpunctura, actuando em todo o tipo de tensão muscular. Podendo também ser utilizada noutras patologias como gastrite, artrite, lombalgia, gripe/constipação, redução de celulite e na aplicação de sangrias.

 

8. Electroestimulação

A eletroacupuntura é um tratamento que usa a acupuntura como base (ramo da medicina tradicional chinesa) e que consiste na aplicação de agulhas ligadas a aparelhos de eletroestimulação certificados. Através deste método conseguimos potencializar o tratamento através de estímulos aos pontos de acupuntura.

 

9. Laser

Este método consiste na estimulação dos pontos de Acupuntura, com Baixa Intensidade e com baixo efeito Utilizamos o Laser de Baixa Intensidade para gerar o mínimo de calor na pele, porém com alta penetração nos pontos de acupuntura que podem ser sentidos pelo paciente não como dor mas como sensação.